quinta-feira, 22 de junho de 2017

Comparação de padrões: "Crochê" - Portugal e "Engels Net" - Holanda

Portugal: Diversas variações do padrão "Crochê"
Nesta postagem vemos um dos padrões mais populares de Portugal, o "Crochê", por alguns também chamado de "Rendas", que talvez seja o campeão de variações de estampilha e combinações cromáticas. É difícil encontrar 2 iguais! Este padrão pode ser visto de norte a sul de Portugal.

Holanda: Variações artesanais do "Engels Net"
acervo do Museu do Azulejo da Holanda

Na Holanda, houve tanto a fabricação de azulejos deste padrão de forma manual, estampilhada, bem como, na virada para o século XX, com impressão industrial.

Holanda: papel perfurado para ser usado com carvão em pó,
de forma a transferir para o azulejo o desenho a ser pintado à mão livre.
imagem: cortesia Jan Pluis

Holanda: Catálogo do Museu do Azulejo da Holanda

Holanda: Catálogo do Museu do Azulejo da Holanda

Holanda: Variação mais recente do "Engels Net"
foto: Mateus Fragoso

Holanda: Variação industrial do "Engels Net"
imagem: acervo do Museu do Azulejo da Holanda

Holanda: Catálogo do Museu do Azulejo da Holanda

Lisboa: uma versão bem empobrecida (ou "simplificada") do crochê.
A versão acima do "Crochê" foi provavelmente produzida na Fábrica da Roseira, pois há deles em um dos painéis do antigo "show room" desta fábrica, preservados no Museu Nacional do Azulejo de Portugal, como podemos ver na foto abaixo:

Acervo do Museu Nacional do Azulejo de Portugal
Em Ovar e no Porto, é possível encontrar este padrão abaixo, que partiu da moldura do padrão "Crochê" tradicional, e substituiu o motivo que deu nome ao padrão por um vaso de flores:

foto: instagram @azulejosporto

Nenhum comentário:

Postar um comentário