sábado, 11 de outubro de 2014

Glória II - ladeira de Nossa Senhora


Acabo de descobrir no Google Street View este portão de 1890, com 2 padrões de azulejos e telhões pintados, após uma dica de um participante do grupo "Rio Antigo" no facebook. Agora preciso ir até lá para fazer boas fotos, que me permitam estudar melhor os azulejos. Abaixo alguns detalhes.





===============================================================
Atualização em 12/10/2014

O nosso conhecido Raul Félix, mesmo estando do outro lado do planeta, me deu um toque de que ele tinha em seus álbuns uma foto do portão acima:

foto: Raul Félix
Os azulejos de padrão usados nos espaços laterais, como se fossem as colunas da estrutura, eu tenho uma forte sensação de que sejam holandeses, mas depois de procurar nas mais de 2000 fotos que tenhos de azulejos holandeses, não tive sucesso.

Os que complementam o arco, e sobre os quais eu não tenho qualquer papilte, também podem ser vistos em um imóvel na rua Senador Pompeu, cujas fotos ainda não publiquei neste blog:


6 comentários:

  1. Por vezes venho aqui e não tenho nada para comentar, mas experimento sempre um enorme prazer em deambular contigo, ainda que só virtualmente, pelas ruas do antigo Rio de Janeiro. É um Rio de Janeiro que não aparece nos cartazes turísticos, sem os prédios modernistas do Leblon ou de Copacabana, mas muito mais intimista.

    Um abraço e espero poder continuar a passear contigo pelo velho Rio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será sempre muito bem vindo ao passeio!
      abraços

      Excluir
  2. Fábio
    Está sempre a surpreender-nos! Os telhões são um encanto. O intercâmbio da produção de faiança do Norte com o Brasil é de louvar. Pena é que não haja exemplares desses pela zona Sul, principalmente em Lisboa.
    if

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivete!
      Fico feliz com sua visita. Pro meu prazer e felicidade, grande parte dos telhões, segundo eu li já não me lembro mais onde, foi produzida mesmo para exportar ao Brasil, e acho que isso se comprova com a grande quantidade que ainda temos por aqui, apesar do nosso jeito "americano" de demolir e reconstruir a cada 20, 30 anos.
      abraços!

      Excluir
  3. Este portão é fantástico.
    Por aqui continuo com o pescoço dobrado e o nariz no ar para descobrir algum telhão destes, mas ... debalde ... nada!
    São tão bonitos que fico sempre fascinado quando os vejo.
    Lá para o Norte de Portugal ainda vão existindo, mas à medida que nos aproximamos do centro do país ... dão sumiço!
    Que pena, são tão bonitos e fazem estas construções parecerem ainda mais dignas!
    Abraço
    Manel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena que o portão, como quase sempre quando falamos de imóveis antigos aqui, está precisando de atenção e carinho. Acho muito curioso isso em Portugal, que telhões sejam algo que não chegou para o sul. Isto deve dizer muito sobre as diferenças culturais e de gosto entre a gente do norte e do sul. Aqui, felizmente, eles parecem ter sido um "must have" entre o que queriam demonstrar poder de compra.
      abraços!

      Excluir