terça-feira, 26 de setembro de 2017

Centro LX - rua da Conceição


Nesta postagem vemos azulejos franceses, da fábrica Choisy le Roi, provavelmente do início do séc. XX, aplicados curiosamente não numa fachada frontal, mas na lateral de um sobrado, alinhados pelas (feias) janelas de uma área interna desta lanchonete. Chega o doer não apenas a feiura da lateral do imóvel, como o aspecto de beco abandonado, com a pichação e as partes móveis da porta da lanchonete assim encostadas na parede.



Mas vamos aos azulejos, que é o que nos interessa. Foi um pouco difícil fotografar uma quadra que não estivesse pichada, mas aqui está:


A princípio, já me pareceram azulejos da fábrica francesa Choisy le Roi, embora não consiga dizer objetivamente por qual razão. Uma pista pode ter sido este mesmo azulejo se encontrar na fachada da Casa Conventual da Igreja de Nossa Senhora do Desterro, na Lapa [ veja aqui >> ], onde há uma enorme variedade de azulejos desta fábrica tanto no exterior, quanto no interior da igreja.

restaurante Nova Capela [ fonte >> ]

Eu já conhecia destes azulejos em marrom, no restaurante Nova Capela, bem como na Coleção Nelson Torzecki [>>]. No "catálogo" desta coleção, consta: "(RS0082) Azulejo Francês. Tipo Choysi le Roy, Siene" (sic). Bom, era mais uma pista na mesma direção. Então usando a foto que eu fiz numa visita a esta coleção, e recursos avançados de busca do Google Images, cheguei nesta página de um site de leilões [>>], de onde obtive as fotos abaixo:



Embora o tardoz esteja coberto de argamassa, este padrão reticulado de 9x9 quadrados bateu com o tardoz de alguns azulejos Choisy le Roi de início do séc. XX, como podemos ver na foto abaixo:


A partir desta foto, percebi que a foto no site de leilões estava virada 90°, e ao virá-la para a posição correta, e comparando com a foto acima, pude encontrar várias letras nos locais corretos:


Com isso, fico seguro em afirmar que realmente estes azulejos são da fábrica francesa Choisy le Roi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário